• Tabatta Inspira

Livro Do for love

Atualizado: 15 de Jun de 2020


Conheci a Letícia pelo Instagram, por indicação de outra pessoa. De cara já me apaixonei pelo seu projeto “Do for Love” e o trabalho lindo que faz, desenvolve e espalha.


E me apaixonei mais ainda por sua vontade de compartilhar e inspirar mais pessoas a conhecerem esse “mundo” de voluntariado. E que ele é possível, sim.







Quando seu documentário foi lançado. Logo estava lá uma data para Florianópolis e, imediatamente, reservei meu lugar. Não iria perder por nada.


O documentário “Um dia eu voltaria” é realmente lindo e emocionante. E mais lindo ainda porque foi produzido independentemente, nos mostrando cada vez mais que nossos sonhos são possíveis e só dependem de nossas ações. No dia já adquiri meu livro, meu autógrafo e uma fotinho com essa fofa. E na mesma noite já iniciei minha leitura.


O livro é realmente instigante e te faz querer ler mais e mais, o que fez com que eu lesse em uma semana, entretanto poderia, facilmente, ter lido em um dia se a na vida não tivéssemos outras tarefas diárias (rsrsrs). A Letícia conta tudo sobre seus 6 meses de voluntariado pela Tailândia, Camboja e Vietnã com seus 500 dólares mensais. Ensinando inglês para crianças e adultos em realidades tão diferentes das nossas, realidades que nem imaginamos existir. Tudo em troca de um lugar para dormir (que nem sempre era uma cama) e comida. Contudo ela nos prova e mostra que a troca foi muito maior. Ela foi com vontade ajudar e ensinar, entretanto aprendeu e foi ajudada. Aprendeu a dar valor às pequenas coisas, como uma caixa de descarga no banheiro, um banho quentinho, travesseiros e até mesmo talheres.


“Uma das coisas mais bonitas que tem acontecido nessa viagem é olhar para um desconhecido que, aparentemente, é tão diferente de mim e sentir empatia, quebrando meus preconceitos e me fazendo perceber que há muito mais semelhanças do que diferenças entre nós. A nossa cor, religião, roupa ou profissão não diz nada a respeito de quem somos, a partir do momento em que eu estou consciente de que, assim como eu, esse ser humano tem as mesmas necessidades que as minhas. Nossos deuses podem ter nomes diferentes, mas ambos buscamos o amor e a paz.” Letícia Mello

Ler o livro e como viajar e sentir todos os lugares junto. É aprender geografia e quebrar tabus de lugares que apenas ouvimos falar. É  aprender a acreditar nas suas vontades, nos seus sonhos e no amor próprio. É aprender a amar sua própria companhia e a conversar e confiar em estranhos.

Sou imensamente grata pelo contato com esse livro, pois assim como a Letícia, acredito no poder do compartilhamento e da inspiração, pois quando tem propósito e amor envolvidos não tem certo ou errado, bonito ou feio, simples ou refinado. Há vida! Experiências que jamais nos deixarão como antes.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

REDES SOCIAIS

CONTATO

INSCREvA-SE PARA

RECEBER NOVIDADES